Radiofrequência: tudo que você precisa saber

Compartilhe este texto:

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Os tratamentos anti-idade modernos são estão crescendo em popularidade devido à sua conveniência. Dentre os mais populares está a radiofrequência, uma técnica moderna que usa ondas para rejuvenescer sua pele.

Descubra aqui as informações mais importantes na hora de decidir fazer ou não radiofrequência.

O básico: que é a radiofrequência

A radiofrequência é um tratamento estético não-invasivo que usa ondas de energia para tratar o corpo. Como qualquer tipo de onda, a radiofrequência gera calor, aquecendo a região de aplicação entre 38 e 40°C. Isso estimula a produção natural de elastina e colágeno, dois compostos naturais que são responsáveis por uma pele jovem e saudável.

As principais indicações deste tratamento são para gordura localizada, rugas, estrias, bigode chinês e papada.

Tratamentos a laser agem apenas na parte mais superficial do corpo, o que pode causar descoloração permanente em pessoas que não possuem a pele branca. Já a radiofrequência age aquecendo diferentes camadas de tecidos, o que garante efeitos mais profundos e podendo ser aplicada com segurança em pessoas com qualquer tom de pele.

Tão rápido que você pode fazer no horário de almoço

Uma sessão normal de radiofrequência dura entre 20 e 45 minutos, praticamente sem nenhum tempo de recuperação. Durante o tratamento, o equipamento aquece sua pele a uma temperatura entre 38 e 40°C, e o máximo de reação que sua pele pode ter é vermelhidão e sensibilidade nas primeiras 24 horas.

De maneira geral, são necessárias três aplicações de radiofrequência por região de tratamento – quem deve indicar o tempo entre as sessões é o especialista. O único cuidado especial recomendado, mas não necessário, é o uso de protetor solar nas primeiras semanas após o tratamento.

(Quase) livre de riscos

A radiofrequência funciona com ondas, mas diferente do seu telefone celular, televisão e modem wi-fi, elas são calibradas com precisão para penetrar a pele de maneira que não danifique suas células ou machuque o corpo. Apenas dois tipos de pessoas não podem, em hipótese alguma, fazer uso dos tratamentos de radiofrequência: mulheres gestantes e pessoas com rosácea.

O risco das aplicações vem da possibilidade de o tratamento gerar queimaduras. Isso pode ser evitado com máquinas modernas e calibradas e um profissional capacitado na área.

A Clínica Jardins possui uma equipe treinada na operação de equipamento e execução de tratamentos de radiofrequência.

As avaliações são realizadas pela fisioterapeuta Dra. Eloize Valadares, em conjunto com a profissional responsável pelo seu atendimento, para que você receba um cronograma de tratamento personalizado para os resultados que você procura.
Agende sua avaliação aqui e usufrua dos benefícios da radiofrequência!

Especialidades Relacionadas

Compartilhe este texto

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Tem alguma dúvida? Nós estamos aqui para te ajudar:

Artigos Relacionados

Ícone de Localização
Avenida Paulista, 807, conj. 55 Bela Vista – São Paulo

Ver endereço completo

Receba novidades e dicas sobre estética e saúde.

Copyright © 2019 Jardins Clínica

Solicite nosso contato e tiraremos todas as suas dúvidas




Qual sua área de interesse?


Método de contato preferido:

EmailTelefoneWhatsapp